Weby shortcut
banner inscrições ouvintes

Aberta Inscrições para Ouvintes

até dia 18/06 às 23 hrs.

Já estão abertas as inscrições para ouvintes do café com leitura. Podem se inscrever em oficinas e palestras. As inscrições são limitadas e estarão disponíveis até dia 18/06 às 23h.

 

Para realizar a inscrição clique aqui.

 

Abaixo estão os horários das oficinas:

OFICINAS DIA 20 DE JUNHO – VESPERTINO

Título

Horário

Objetivos

Proponente

Vagas

Escrevendo Resenha Literária

14 às 18

Definir critérios mínimos da resenha literária, diferenciando-a da crítica propriamente dita e do mero resumo; discutir a função, o alcance e a repercussão das resenhas e capacitar o oficineiro a realizar uma resenha literária e fazê-lo sentir a responsabilidade de escrever para um público.

Juliano Barreto Rodrigues

15

Literatura e escrita marginal no Brasil: uma reflexão sobre o poder na escrita

14 às 18

Breve panorama sobre o surgimento da literatura marginal, como movimento e como manifestações literárias independentes, assim também como suas temáticas, em sua maioria, relacionadas às causas periféricas.

Alita Carvalho Miranda Paraguassú;

Ellen Torres Pereira; Ulisses Ferreira Dias; Zaire Ferreira Franco

30

O transcender da tela

14 às 18

Espera-se que o ouvinte possa adquirir uma visão do mundo e de si de forma mais crítica-histórica e dialógica, percebendo as implicações sociais de diferentes formações discursivas que nos constituem. Sendo assim capaz de refletirem sobre a sua própria trajetória.

Amanda Cristina Teixeira de Oliveira e Luciene de Almeida Araújo

30

Marcadores de Livros

14 às 16

A proposta desta oficina é mostrar que o origami pode ser um recurso para ensinar dobraduras de papel, a crianças/adultos. A prática desta arte, proporciona vários benefícios como: o desenvolvimento da coordenação motora e da noção espacial, sociabilização, concentração.

Marília Silva e Cruz

10 adultos ou  8 crianças

A representação das violências contra a mulher na literatura

14 às 16

Literatura: manifestação de emoções e da visão do mundo dos indivíduos. A figura feminina em diferentes textos literários. A representação das diversas formas de violência contra mulher na literatura, em especial, na obra das escritoras goianas Augusta Faro e Maria Aparecida Rodrigues.

Daniele Gonçalves Dias

Ivone Borges Monteiro

Rosângela Costa da Silva

20

Normalizando trabalhos acadêmicos segundo a ABNT:

14 às 18

Proporcionar a compreensão da importância das normas da ABNT para a padronização do trabalho acadêmico, proporcionando assim uma linguagem uniforme

Karol Almeida da Silva Abreu

Núbia Nogueira do Nascimento

30

 

 

Oficinas dia 21 de junho – vespertino

Título

Horário

Objetivos

Proponente

Vagas

Dança livre – elementos e vivência

14 às 17

Provocar, nos participantes, a atenção para a própria dança, antes e após a vivência com elementos importantes na dança livre, como: o sentimento ao dançar; consciência e expressão corporal; contato e criatividade.

Tcherena de Amorim Brasil

15

Identidades sociais na literatura brasileira.

14 às 17

Despertar no público um interesse maior sobre as identidades sociais de regiões mais remotas do Brasil e, através de atividades lúdicas mímicas, demonstrar de forma geral como os personagens das obras Macunaíma e Pequenas Profissões lidavam com os problemas do dia a dia. Pretendemos fazer os participantes saírem da oficina com um gostinho de "quero mais" e com a curiosidade para investigarem mais a fundo as diversas identidades existentes no Brasil.

Joária Ytalle, Jully Gabrielle, Laina de Luna e Miquéias Silva.

20

Leitura cantada no ENEM

14 às 16

Enumerar alguns aspectos da implantação do Exame Nacional de Ensino Médio no Brasil – 1998 a 2018;

Caracterizar gênero textual música e seu uso nas questões do ENEM;

Analisar algumas questões do ENEM elaboradas com músicas como texto de apoio.

Ângela Rafael de Sousa Silva

20

LEITURAS E NARRAÇÕES: rios, matas e livros

14 às 18

Interpretar as formas de identificações culturais da Amazônia por meio de narrações de povos indígenas e de outros formatos que levem o leitor a perceber outras possibilidades da linguagem além da colonialidade de poder que submete os povos a uma epistemologia submissa e eurocentrada.

Gilson Penalva

20

Paradigmas científicos: uma leitura crítica da ciência tradicional

14 às 16

Formar alunos e profissionais mais críticos diante da construção do saber e sua disseminação

Flávia Martins e Profa. Gardene Leão

20

Publicando um e-book de forma independente

14 às 17

Oferecer o requisitos mínimos para publicação de livros digitais de forma independente.

Carlos Henrique Barbosa da Silva

20

Lendo o mundo interior por via da arte e da literatura

 

14 às 15

Concentrado no eixo temático ‘Leituras de mundo pelo viés literário’’. Leitura dos poemas ‘ A Casa’ de Vinícius de Moraes; ‘Velhas Árvores’ de Olavo Bilac e ‘Minha Sombra’ de Sérgio Capparelli. Produção de desenho de uma casa, de uma árvore e de uma pessoa de acordo com as diversas visões de mundo. Estudo dos desenhos de acordo com o teste de personalidade HTP.

Maria Rita Marques dos Reis                            

 

30

Vivenciando a poesia

15h30 às 17h30

Estímulo a leitura de poema em poemas multimodais, com a utilização da teoria da recepção na análise da interpretação do leitor com o poema. Observação da fruição entre o leitor/receptor e o poema. A influência da sonoridade na fruição da poesia

Maria Eugenia Curado

20

 

 

Oficinas dia 21 de junho – Noturno

Título

Horário

Objetivos

Proponente

Vagas

Leituras e narrações: rios, matas e livros

19 às 21

Interpretar as formas de identificações culturais da Amazônia por meio de narrações de povos indígenas e de outros formatos que levem o leitor a perceber outras possibilidades da linguagem além da colonialidade de poder que submete os povos a uma epistemologia submissa e eurocentrada.

Gilson Penalva

20

Semiologia do processo criativo: performances em diferentes linguagens artísticas

19 às 21

Compreender os diferentes gêneros discursivos; Acessar diferentes manifestações artísticas, seus conteúdos e sentidos;

Produzir/Elaborar uma performance sob supervisão/orientação dos proponentes; Apresentar a performance elaborada;

Claudio Luiz Abreu Fonseca; Rusvência Luíza da Silva

20

Dança livre – elementos e vivência

18 às 21

Provocar, nos participantes, a atenção para a própria dança, antes e após a vivência com elementos importantes na dança livre, como: o sentimento ao dançar; consciência e expressão corporal; contato e criatividade.

Tcherena de Amorim Brasil

15

 

 

Mostra fotográfica dias 20 e 21 de junho

Título

Horário

Objetivos

Proponente

Vagas

Exposição Fotográfica “Nós, os livros e as imagens”.

08 às 21

Possibilitar que as pessoas possam mergulhar nas histórias (poemas e contos) e no universo dos livros a partir das imagens presentes na exposição. Além de ser um espaço de convivência nos intervalos das atividades do evento.

Ana Rita Vidica, Carolina Verri e Jhennifer Cris Lourenço

Ilimitado

 

Listar Todas Voltar